Anuncio

Busca

Com a bênção de Vinícius


Dou início aos meus devaneios pedindo a bênção (ou a bença, como se diz lá em casa) ao mestre Vinícius de Moraes, neste que pretende ser um blog sem pretensão, um entre tantos, ínfimo no universo de letras que norteiam a internet. Meu nome é Janete!




De manhã escureço
De dia tardo
De tarde anoiteço
De noite ardo.

A oeste a morte
Contra quem vivo
Do sul cativo
O este é meu norte.

Outros que contem
Passo por passo
Eu morro ontem

Nasço amanhã
Ando onde há espaço:
- Meu tempo é quando.


A bença, Vinícius!